Mais uma semana de exibição de ‘A Terra Vermelha’ na capital gaúcha

16 de novembro de 2017

A coprodução entre Brasil, Bélgica e Argentina, A Terra Vermelha (La Tierra Roja), de Diego Martinez Vignatti, segue em cartaz por mais uma semana em Porto Alegre. Dessa vez, o drama, que tem como centro da narrativa o uso indiscriminado de agrotóxicos no modelo global de produção agrícola, será exibido não só na Cinemateca Capitólio, como também na Cinemateca Paulo Amorim, na Casa de Cultura Mario Quintana. A programação é de 16 a 22 de novembro.

O título aborda os impactos do uso de agrotóxicos na província de Misiones, na Argentina, e tem a participação de dois atores gaúchos, Marcelo Crawshaw e Luis Franke. A cidade de El Soberbio, localizada na província de Misiones, às margens do Rio Uruguai, na Argentina, é onde se passa o longa-metragem de ficção. No entanto, para além da ficcionalidade da narrativa do filme, o título apresenta os problemas ambientais reais da cidade, como os casos de contaminação causados pelas formas intensivas de cultivo e pela utilização de agrotóxicos.

“O filme para mim, trata de um assunto global do nosso mundo capitalista, retratado por empresas multinacionais que exploram regiões como a região de El Sobérbio nas ‘Misiones’. No caso, a exploração retratada no filme é feita por madeireiras que devastam as florestas, entopem a terra de agrotóxicos extremamente tóxicos para plantar ‘piños’, envenenando a população local, os rios, a fauna,a flora e todo ecossistema local para obter apenas um único objetivo: lucro e mais lucro. Os índices de câncer de todos os tipos aumentam, crianças nascem com deformidades, problemas respiratórios…e isso é só um pouco do que acontece com os trabalhadores locais, suas famílias e consequentemente seu povo. O personagem principal (Pierre) é um estrangeiro funcionário de uma dessas empresas e se apaixona por uma professora local e ativista (Ana). É a partir do amor entre os dois que Pierre começa a rever seus conceitos sobre o mal que estão causando com o uso indiscriminado de agrotóxicos nos seus negócios. E sim, o filme tem uma forte crítica ambiental e social”, aponta o ator gaúcho Marcelo Crawshaw (interpreta José).

Programação de 16 a 22 de novembro (sem sessões às segundas-feiras)

Cinemateca Paulo Amorim

Sala Norberto Lubisco às 19h

Cinemateca Capitólio

16 de novembro (quinta)
17h – Terra Vermelha

17 de novembro (sexta)
17h – Terra Vermelha

18 de novembro (sábado)
15h – Terra Vermelha

19 de novembro (domingo)
17h – Terra Vermelha

21 de novembro (terça)
17h – Terra Vermelha

22 de novembro (quarta)
17h – Terra Vermelha

Para saber mais sobre o filme, acesse:

A Superfície da Sombra, de Paulo Nascimento, entra em cartaz no interior do RS nesse sábado (9)

6 de junho de 2018

Novidades

Primeira produção brasileira totalmente falada em portunhol, A Superfície da Sombra, de Paulo Nascimento, entra em cartaz  no interior do RS nesse […]

Coprodução da Panda Filmes, Comboio de Sal e Açúcar, estreia 7 de junho nos cinemas

3 de junho de 2018

Estreias

Moçambique, em plena guerra civil, um comboio que liga Nampula ao Malawi é a única esperança para centenas de pessoas […]

Nessa quinta (31), filme A Superfície da Sombra estreia em mais de 10 salas de cinema do país

29 de maio de 2018

Novidades

O thriller fantástico, dirigido por Paulo Nascimento (melhor diretor no 37o. Festival de Cinema de Gramado por Em Teu Nome) e inspirado no livro de […]

Copyright 2015 - Panda Filmes - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb