Mais uma semana de exibição de ‘A Terra Vermelha’ na capital gaúcha

16 de novembro de 2017

A coprodução entre Brasil, Bélgica e Argentina, A Terra Vermelha (La Tierra Roja), de Diego Martinez Vignatti, segue em cartaz por mais uma semana em Porto Alegre. Dessa vez, o drama, que tem como centro da narrativa o uso indiscriminado de agrotóxicos no modelo global de produção agrícola, será exibido não só na Cinemateca Capitólio, como também na Cinemateca Paulo Amorim, na Casa de Cultura Mario Quintana. A programação é de 16 a 22 de novembro.

O título aborda os impactos do uso de agrotóxicos na província de Misiones, na Argentina, e tem a participação de dois atores gaúchos, Marcelo Crawshaw e Luis Franke. A cidade de El Soberbio, localizada na província de Misiones, às margens do Rio Uruguai, na Argentina, é onde se passa o longa-metragem de ficção. No entanto, para além da ficcionalidade da narrativa do filme, o título apresenta os problemas ambientais reais da cidade, como os casos de contaminação causados pelas formas intensivas de cultivo e pela utilização de agrotóxicos.

“O filme para mim, trata de um assunto global do nosso mundo capitalista, retratado por empresas multinacionais que exploram regiões como a região de El Sobérbio nas ‘Misiones’. No caso, a exploração retratada no filme é feita por madeireiras que devastam as florestas, entopem a terra de agrotóxicos extremamente tóxicos para plantar ‘piños’, envenenando a população local, os rios, a fauna,a flora e todo ecossistema local para obter apenas um único objetivo: lucro e mais lucro. Os índices de câncer de todos os tipos aumentam, crianças nascem com deformidades, problemas respiratórios…e isso é só um pouco do que acontece com os trabalhadores locais, suas famílias e consequentemente seu povo. O personagem principal (Pierre) é um estrangeiro funcionário de uma dessas empresas e se apaixona por uma professora local e ativista (Ana). É a partir do amor entre os dois que Pierre começa a rever seus conceitos sobre o mal que estão causando com o uso indiscriminado de agrotóxicos nos seus negócios. E sim, o filme tem uma forte crítica ambiental e social”, aponta o ator gaúcho Marcelo Crawshaw (interpreta José).

Programação de 16 a 22 de novembro (sem sessões às segundas-feiras)

Cinemateca Paulo Amorim

Sala Norberto Lubisco às 19h

Cinemateca Capitólio

16 de novembro (quinta)
17h – Terra Vermelha

17 de novembro (sexta)
17h – Terra Vermelha

18 de novembro (sábado)
15h – Terra Vermelha

19 de novembro (domingo)
17h – Terra Vermelha

21 de novembro (terça)
17h – Terra Vermelha

22 de novembro (quarta)
17h – Terra Vermelha

Para saber mais sobre o filme, acesse:

A Superfície da Sombra de Paulo Nascimento tem estreia em 31 de maio nos cinemas

28 de Abril de 2018

DESTAQUE

Dirigido por Paulo Nascimento, filme é a primeira produção brasileira totalmente falada em portunhol A Superfície da Sombra é um thriller fantástico rodado no extremo sul do país […]

Terceiro lugar para o documentário Central

11 de Janeiro de 2018

Novidades

O documentário Central – O poder das facções no maior presídio do Brasil, da Panda Filmes, foi o terceiro documentário mais visto no Brasil em 2017. Os […]

‘Central’ e ‘Em 97 era assim’ têm exibições gratuitas pela Mostra Sesc

24 de novembro de 2017

Novidades

As duas produções da Panda Filmes serão exibidas em São Paulo  Como resultado da seleção nacional da Mostra Sesc de […]

Copyright 2015 - Panda Filmes - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb