O drama A Terra Vermelha chega em Porto Alegre

9 de novembro de 2017

Divulgação_ATerraVermelha3

 

      A coprodução da Panda Filmes terá exibições na Cinemateca Capitólio a partir de sexta (10)

Com ampla experiência em coproduções, a Panda Filmes lançou nesse ano mais uma obra cinematográfica em longa-metragem em parceria com outras produtoras estrangeiras. Ao lado da argentina Trivial Media, da belga Entre Chien Et Loup e da espanhola Latido Consorcio De Exportacion Del Cine Español, a produtora foi responsável pela produção do título Terra Vermelha (La Tierra Roja). Dirigido por Diego Martinez Vignatti – também conhecido como diretor de fotografia do premiado cineasta mexicano Carlos Reygadas em títulos como “Japón” (2002) e “Batalha no céu” (2005), o filme terá exibições a partir dessa sexta-feira (10) na capital gaúcha.

“Provavelmente essa seja a primeira coprodução brasileira com a Bélgica. A Panda Filmes tem um amplo repertório de coproduções executadas, que está na origem da história da produtora. Já fizemos parcerias internacionais com 11 países, a saber: Argentina, Uruguai, Espanha, Portugal, França, Panamá, África do Sul, Moçambique, Venezuela, Colômbia e agora, com a Bélgica.

O título aborda os impactos do uso de agrotóxicos na província de Misiones, na Argentina, e tem a participação de dois atores gaúchos, Marcelo Crawshaw e Luis Franke. A cidade de El Soberbio, localizada na província de Misiones, às margens do Rio Uruguai, na Argentina, é onde se passa o longa-metragem de ficção. No entanto, para além da ficcionalidade da narrativa do filme, o título apresenta os problemas ambientais reais da cidade, como os casos de contaminação causados pelas formas intensivas de cultivo e pela utilização de agrotóxicos.

A história é construída a partir de uma forte relação com o cenário local. Pierre é um estrangeiro que trabalha em uma multinacional na Argentina e acaba sendo enviado por sua empresa à El Soberbio para devastar a área de floresta intocada e transformar em uma plantação de pinheiros. Pela natureza pulsante, a comunidade possui uma estreita ligação com a floresta e passa a revoltar-se com a destruição e contaminação do local. Os moradores começam a se manifestar contra o abuso, a poluição, os tóxicos, as doenças e os despejos. A exploração da terra e da água chega ao extremo. Em meio a tudo isso, Pierre conhece Ana, mãe solteira e professora militante, deixando-o fascinado pela sua beleza e coragem. Os dois se apaixonam, mas as contradições do trabalho de Pierre põe fim ao relacionamento. Ana tem a certeza que a luta pelos seus é mais importante do que seu amor por Pierre.

Programação na Cinemateca Capitólio
10 de novembro (sexta)
20h – Terra Vermelha

11 de novembro (sábado)
20h – Terra Vermelha

12 de novembro (domingo)
20h – Terra Vermelha

14 de novembro (terça)
14h30 – Terra Vermelha

15 de novembro (quarta)
20h – Terra Vermelha

Para saber mais sobre o filme, acesse: http://www.pandafilmes.com.br/case/la-tierra-roja/

Mais uma semana de exibição de ‘A Terra Vermelha’ na capital gaúcha

16 de novembro de 2017

DESTAQUE

A coprodução entre Brasil, Bélgica e Argentina, A Terra Vermelha (La Tierra Roja), de Diego Martinez Vignatti, segue em cartaz por mais […]

Central terá uma semana de exibição em Porto Alegre

8 de novembro de 2017

Novidades

Após estreia nacional em março, a produção da Panda Filmes será exibida de 9 a 15 de novembro na Cinemateca […]

Central participa do Festival Agenda Brasil em Milão

20 de outubro de 2017

DESTAQUE

Na próxima semana inicia mais uma edição do evento cinematográfico Festival Agenda Brasil, em Milão, na Itália. Ao lado de […]

Copyright 2015 - Panda Filmes - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb