Mi Mundial: coprodução da Panda Filmes é o filme uruguaio mais visto em 5 anos

6 de setembro de 2017

A coprodução da Panda Filmes, “Mi Mundial”, dirigida por Carlos Morelli, ultrapassou nos últimos meses a marca de 50 mil espectadores nos cinemas do Uruguai. A obra, que é uma produção conjunta com a La Gota Cine (UR) e Pensa & Rocca Producciones (AR), entrou em cartaz no país uruguaio em 22 de junho e está na sua 11ª semana em exibição nos cinemas. O número é considerado um marco, tendo em vista que a ICAU (Dirección del Cine y el Audiovisual Uruguayos)* divulgou que, em 2016, o público total das 16 produções e coproduções do país foi de 50.449 espectadores.

Baseado no livro Meu Mundial, de Daniel Baldi – livro de Ouro 2010 e 2011 na categoria Infantil no Uruguai, o projeto do filme nasceu de uma parceria entre La Gota Cine do Uruguai e a Panda Filmes, desenvolvida através de reuniões de trabalho e do fórum de coproduções do Ventana Sur, em Buenos Aires. Assinala a terceira parceria da Panda Filmes com uma produtora uruguaia e é o primeiro projeto com este país a receber recursos do Fundo Setorial do Audiovisual. “O diferencial de Mi Mundial é ser uma película com perfil de autor, ou seja, o diretor Carlos Morelli foi construindo um cinema bem demarcado desde os curtas que produziu no Uruguai e na Alemanha, aplicando seu conhecimento nesse trabalho”, destaca Beto Rodrigues, sócio-diretor da Panda Filmes.

Mi Mundial conta a história de Tito, um garoto que mora na cidade de Colônia, no Uruguai. Tito possui um talento natural para o futebol e as notícias de sua habilidade atraem um representante da capital que lhe oferece um contrato que pode tirar ele e a sua família da pobreza. A exigência dos treinos o faz abandonar os estudos e Tito deixa de ver o futebol como diversão para enfrentar precocemente as responsabilidades do mundo adulto. Quando Tito está a um passo de conseguir um contrato com o Santos, do Brasil, seu sonho se quebra em mil pedaços e ele deve voltar ao povoado para começar de novo, enfrentar o maior desafio da sua vida e tentar ser um verdadeiro campeão.

Segundo Beto Rodrigues, “Mi Mundial não é um filme sobre futebol, o esporte é o pano de fundo para falar sobre as relações humanas, uma família inserida em uma sociedade com certa estratificação, com certas regras em que o futebol pode ser uma moeda de troca para ascensão social, mas que, ao mesmo tempo, pode levar muitas famílias à desgraça. O filme consegue tratar disso com sensibilidade e dentro de uma perspectiva dramática muito bem construída”, conclui. A coprodução tem previsão de estreia no Brasil para 2018.

Mais informações sobre o filme: http://www.mimundialpelicula.com

*icau.mec.gub.uy/innovaportal/file/3351/1/memoria-anual-icau-2016.pdf

Panda Filmes lança quatro produções em 2018 e avança no mercado cinematográfico

14 de outubro de 2018

Novidades

Fundada em 2002 em Porto Alegre, a Panda Filmes, que já teve mais de 20 títulos lançados, comemora os resultados […]

A Superfície da Sombra, de Paulo Nascimento, entra em cartaz no interior do RS nesse sábado (9)

6 de junho de 2018

Novidades

Primeira produção brasileira totalmente falada em portunhol, A Superfície da Sombra, de Paulo Nascimento, entra em cartaz  no interior do RS nesse […]

Coprodução da Panda Filmes, Comboio de Sal e Açúcar, estreia 7 de junho nos cinemas

3 de junho de 2018

Estreias

Moçambique, em plena guerra civil, um comboio que liga Nampula ao Malawi é a única esperança para centenas de pessoas […]

Copyright 2015 - Panda Filmes - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb